Jennifer Lawrence: Verdade e beleza

Sejam bem-vindos ao Jennifer Lawrence Brasil, sua fonte brasileira sobre a atriz. Jennifer é mais conhecida por seu papel como Katniss Everdeen na franquia Jogos Vorazes e por filmes do diretor David O. Russell, incluindo O Lado Bom da Vida, que lhe rendeu o Oscar. Aqui você encontra vídeos legendados, fotos e notícias diárias sobre a atriz. Espero que gostem!

Destaques

07
abril
2016
Jennifer Lawrence: Verdade e beleza

Jennifer Lawrence é capa da Harper’s Bazaar americana de maio. Abaixo você pode ver a capa da revista e o lindíssimo ensaio que ela fez para edição, além de ler toda a entrevista traduzida!

Armada com um Oscar, um espírito independente e uma auto-confiança pura, a atriz é uma voz tão poderosa como é uma estrela.

Não seria um exagero dizer que Jennifer Lawrence é a prefeita do Greenwich Hotel em Nova York. Claro, Robert De Niro é o dono, mas Jennifer possui. Sentada em um sofá no canto, com sua pequena cachorrinha, Pippi, correndo ao redor da sala, ela parece estar tão em casa quanto possível quando você é uma estrela do cinema vencedora do Oscar orbitada por convidados num hotel em Manhattan.

Como já é lenda, Jennifer é uma locutora. “Eu estava pensando que devíamos começar em silêncio”, disse eu, apresentando-a um desafio de uma vida. “Não!” ela grita. “Isso me faz querer falar mais do que qualquer coisa. De repente, um milhão de palavras inundaria a minha cabeça”. Ela parece genuinamente em pânico.

Jennifer está na cidade por alguns dias antes de ir para Montreal, Canadá, para terminar de gravar X-Men: Apocalipse. Ela tenta ser uma presença discreta em Nova York, mas a cidade a encontra de qualquer maneira. Algumas noites antes, no Valentine’s Day, ela saiu para jantar no Brooklyn com seu amigo comediante Aziz Ansari. Os jantares de Jennifer – Adele! Emma Stone! – e amigas – Amy Schumer! Lena Dunham! – são o céu para a mídia, mas esse foi como um pedido especial. De acordo com relatos de tabloides, Jennifer comeu “um sanduíche mergulhado em ketchup”. (“Hum, um sanduíche mergulhado em ketchup é um cheeseburguer”, observa ela.) “Foi uma noite que eu podia ver Aziz. De Valentine’s Day, ele me deu um bicho de pelúcia, eu o dei um cartão de Valentine’s Day de ‘As Visões da Raven'”.

Que, ao que parece, é a extensão na vida “romântica” de Jennifer atualmente. No entando, se você perguntar se ela anda tendo um frisson com alguém ela fica vermelha, e de repente, fica lutando em silêncio. “Há frisson por todo o meu rosto”, ela brinca. “Eu não posso! Qualquer coisa que eu falo sobre meninos é apanhado.” Ela admite que não tem um tipo. “Eu acho que não porque os padrões são a obra do diabo”. E então solta uma risada. “Se eu penso sobre todos os meus ex-namorados, todos eles são incomparáveis”. Jennifer tem estado solteira por algum tempo, apesar de que por seu comportamento talvez isso seja por uma curta duração. Mas por enquanto: “Sexo? Alguém me explique o que é isso”.

Jennifer não precisa de nada explicado para si – ela está no auge de seus poderes. Sua confiança é palpável, sua conversa é tanto bem humorada quanto impaciente. Você pode entender porque seus amigos são tão famosos, são excelentes, porque para ser amigo de Jennifer, ser excelente é uma exigência. “Eu posso sentir que às vezes as pessoas estão intimidadas por mim, mas eu tento fazer o melhor que posso para compensar isso”, diz ela. “Há zero razão para ficar intimidado por mim. Mesmo. Mas eu também entendo”.

A franqueza de Jennifer atingiu um crescendo com seu ensaio para a newsletter de Lena Dunham, Lenny, no ano passado sobre a igualdade de remuneração em Hollywood. “Eu não tinha ideia de que ia explodir assim”, lembra ela. “E eu, obviamente, só absorvi o negativo. Eu não prestei atenção em qualquer resposta positiva. Meus pais ficaram muito chateados. Eles não gostam de me ver falar sobre qualquer coisa política, porque é difícil ver o seu filho recebendo críticas. Mas, realmente, as pessoas que criticaram são pessoas que pensam que as mulheres não devem ser pagas o mesmo que homens. Então eu realmente não me importo com o que essas pessoas pensam”.

Durante o Globo de Ouro, o anfitrião Ricky Gervais falou, “Jennifer Lawrence… exigiu um salário igual para mulheres em Hollywood, e ela recebeu um esmagador apoio de pessoas em toda parte. Houve marchas… com enfermeiras e trabalhadoras de fábricas dizendo: ‘Como raios uma mulher de 25 anos vive com 52 milhões?'” A câmera mostrou Jennifer rindo apropriadamente. “Eu tento não ser muito sensível a piadas do tipo ‘pobre menina rica'”, explica. “Eu estava dizendo que minha realidade é absolutamente fabulosa, mas não é a realidade de muitas mulheres nos Estados Unidos. Isso é o que estou falando”.

Jennifer escreveu na Lenny, “Eu estou de saco cheio de encontrar a maneira ‘adorável’ de declarar minha opinião e ainda ser simpática”. Dito isso, ela não pensa que ser agradável é o mesmo que ser fraca. “Não há nada de errado em ser agradável se você for esperta sobre isso”, explica. “Contanto que você esteja recebendo o que é justo. Sabe, eu quero que meus empregadores sejam felizes. Eu quero agradar a todos que estou trabalhando enquanto eles me pagam o valor apropriado. Vou fazê-los tão felizes quanto quiserem”.

Sobre feminismo, ela argumenta: “Eu não sei por que essa palavra é tão assustadora para as pessoas; não deveria ser, porque isso significa apenas igualdade. Se estamos a avançar numa sociedade, você está se sentindo mais forte como mulher, e você quer ser levada mais a sério. Você não tem que tirar os traços maravilhosos que vêm com ser uma mulher: nós somos sensíveis. Nós somos agradáveis. Nós temos empatia. Todas aquelas coisas que podem te fazer pedir pelo que você quer ou cometer erros”.

Jennifer irá prontamente admitir que cometeu um erro ou dois, apesar de suas histórias terem um sabor mais picante. Todo mundo, você vê, quer sair com JLaw. De qualquer forma, no entanto, ela é uma decepção social? “Ha! Essa é boa”. Ela sorri. “Eu realmente não fico fora até tarde. Eu sou tipo uma chata. Eu sou uma vovó. É difícil me tirar de casa, e quando eu saio eu realmente não fico fora até tarde. Se eu fico até tarde e festejar demais, eu vou vomitar. Eu não tenho tolerância a isso; simplesmente começo a vomitar”.

Por meio de uma testemunha, ela acrescenta, “Pergunte a Emma Stone. Era a noite que nós vimos Adele em Los Angeles. Ela simplesmente começou a esfregar minhas coisas. Ela foi muito doce. Eu fiquei tipo, ‘Sai daqui. É muito nojento'”. Acrescente a isso festejar com Woody Harrelson. “Woody cortou o pé. Ele ficou em um dos meus quartos de hóspedes, mas é aí que eu comecei a vomitar. Eu quebrei uma vela, porque eu simplesmente não posso vomitar como uma pessoa normal – Eu esfolei meus braços por toda parte. E eu não limpei porque sou uma imbecil. No dia seguinte ele cortou o seu pé. Eu pensei tipo, ‘C#ralho, eu vou ser processada?’ E ele, ‘Você está perguntando se eu estou bem?'” Ela bebe o seu chá recatadamente. “Aquela noite foi louca”. Eu sugeri que da próxima vez Jennifer abrace a porcelana, Adele deve estar no canto cantando como distração. “Sim!” Ela ri. “Ela seria totalmente para isso”.

Jennifer tem um termo técnico para esse tipo de comportamento. “Beber-errado. Misture ‘tempo com Woody’ [insira uma piscadela] com tempo num bar”. Ela balança a cabeça. “E eu tinha ido tão longe sem cometer um erro”.

Mesmo que ela seja uma celebridade grande, imensa, Jennifer diz que faz novos amigos facilmente. “Eu, eu faço, o que é realmente surpreendente. Houve alguns anos em que eu tive que me acostumar com tudo, mas agora estou acostumada. Eu não tenho que ter cuidado com as pessoas; elas estão bem”.

Um dia típico de Jennifer quando ela não está trabalhando implica o seguinte: “Acordo. Pego Pippi para fazer uma caminhada. Eu provavelmente faço Pilates ou algo assim. Então eu saio com uma vida para contar as horas da minha vida esbanjadora. Então eu assisto TV e então vou para a cama. Aí está o meu dia.” O que a faz rir? “As manchetes do Cebolitos. Me pega toda vez. O último que me fez rir foi ‘Garota Feia Morta’ [Ugly Girl Killed]'”.

Grato por sua sobrevivência numa terra governada por Cebolitos, Jennifer se tornou uma verdadeira beldade. Ela tem um estilo simples – calça e salto de dia, e peças femininas e clean no tapete vermelho. “Eu acho que comecei a prestar atenção à moda, logo que os paparazzi começaram a acontecer há alguns anos”, relembra. “Eu não estava pronto. Eu ficava tipo, ‘O que eu visto?’ Eu tive que começar a prestar atenção. Quando eu fiz 25 anos ficou mais fácil porque eu sei, ‘Isso é você, isso não é você'”. A última coisa que Jennifer comprou para si mesma foi um “par de brincos. Eu não tenho namorado, então tenho que fazer essas merdas para mim mesma”.

Uma grande ajuda na sua ascensão na moda foi o relacionamento de Jennifer com a Dior. “Eu mal podia acreditar quando assinei o contrato [para estar nas campanhas deles]”, diz ela. “Eles me levam até Paris e me colocam em hotéis, e eu fico tipo, ‘Você está zoando? Você não tem que ser tão bom!'” Ela acrescente, com um aparte: “Eu não poderia renovar o meu contrato com rapidez suficiente”.

No tapete vermelho, Jennifer tem sido um verdadeiro show Dior, com seus looks mais bem sucedidos sendo, como a própria Lawrence, ousados e sem frescura. Como o vestido vermelho que ela usou no Globo de Ouro em janeiro. “Esse foi meu vestido plano B”, diz ela. “O plano A era um vestido que eu não poderia usar, porque a temporada de premiações é sincronizada com meu ciclo menstrual, e tem sido assim há anos”. O vermelho ganhou porque “era soltinho na frente. Eu não precisava me preocupar secando a barriga ou nada. O outro vestido estava muito apertado e eu não vou ficar chupando o meu útero. Eu não tenho que fazer isso”.

A estética também é um elemento da indústria cinematográfica que Jennifer gostaria de mudar. “Eu gostaria que a gente fizesse um novo tipo de corpo normal”, diz ela. “Todo mundo diz, ‘Nós amamos que há alguém com um corpo normal!’ E eu fico tipo, ‘Eu não sinto que tenho um corpo normal’. Eu faço Pilates todos os dias. Eu como, mas eu me exercito muito mais do que uma pessoa normal. Acho que já é tão comum ter alguém com menos peso do que o ideal que quando você tem o peso normal ficam tipo, ‘Oh meu Deus, ela é cheia de curvas’. O que é uma loucura. O mínimo, só para mim, seria aumentar a demanda”. A gargalhada retorna. “Pelo menos assim eu não me sinto como a mais gorda”.

fonte.

 
Tema por Gabriela Gomes Copyright © 2016 Jennifer Lawrence Brasil. All Right Reserved