Entrevista com Jennifer Lawrence e Chris Pratt: ‘Eu nunca quis tanto dizer ‘não’ a um filme’

Sejam bem-vindos ao Jennifer Lawrence Brasil, sua fonte brasileira sobre a atriz. Jennifer é mais conhecida por seu papel como Katniss Everdeen na franquia Jogos Vorazes e por filmes do diretor David O. Russell, incluindo O Lado Bom da Vida, que lhe rendeu o Oscar. Aqui você encontra vídeos legendados, fotos e notícias diárias sobre a atriz. Espero que gostem!

Destaques

27
janeiro
2017
entrevista-passageiros-chris-pratt
Entrevista com Jennifer Lawrence e Chris Pratt: ‘Eu nunca quis tanto dizer ‘não’ a um filme’

Jennifer Lawrence e Chris Pratt falaram sobre Passageiros e o que os atraiu para fazer o filme. A entrevista foi para um site alemão e foi dada enquanto os dois ainda gravavam o filme!

Leiam toda a tradução abaixo!

O site FILMSTARTS encontrou Jennifer Lawrence e Chris Pratt gravando cenas na nave espacial Avalon. A cena foi a da noite do encontro romântico dos dois personagens; ela levou incríveis cinco horas para ser filmada. O clima é lindo e os dois parecem se divertir no set.

O filme se passa num tempo em que viagens interestelares são possíveis. Várias milhars de pessoas viajam a bordo da gigantesca Avalon, numa odisséia de 120 anos para colonizar um novo planeta. Os passageiros estão em hibernação e devem ser despertados apenas alguns meses antes da chegada. O engenheiro mecânico Jim Preston (Pratt) desperta anos antes do programado por causa de um erro. E não demora até a jornalista Aurora Lane (Lawrence) também acordar…

Vocês são atores extremamente ocupados e tiveram que arrumar as agendas com cuidado para fazer “Passageiros” possível. Por que vocês quiseram fazer o filme?

JENNIFER: Eu nunca quis tanto dizer “não” para um filme como esse, porque eu não queria fazer outro filme grande logo depois dos filmes “Jogos Vorazes”. Eu quase nem li o roteiro, mas quando eu li eu o amei imediatamente. Eu fiquei pensando sobre o roteiro durante alguns dias e li de novo. Eu simplesmente não conseguia parar de pensar sobre ele. É uma história de amor muito bonita, muito única e corajosa. E eu não podia deixar essa oportunidade passar. A outra razão para eu quase recusar é que eu não tinha tempo. Mas conseguimos arrumar. Você não tem tempo, Chris?

CHRIS: Sim, comigo foi igual. Eu já tenho meus próximos anos planejados. Eu deveria sentar em casa e relaxar, mas minha assistente me disse que eu tinha que ler esse roteiro. Normalmente ela odeia tudo que me oferecem. Ela gentilmente me empurrou para ler o roteiro. E isso deixou ainda melhor. Depois de eu ler, eu pensei que seria ótimo se Jennifer Lawrence interpretasse a outra personagem do filme. Isso seria perfeito.

JENNIFER: Ele é muito charmoso.

CHRIS: Mas é verdade. Eu falei para a minha assistente: “E se Jennifer fizesse? Será?”. A gente sempre deve pensar grande. Em seguida ela leu o roteiro e gostou. Eu pensei: “Porra, meu Deus do céu. Agora nós vamos fazer esse filme juntos!”

O roteiro de Jon Spaihts está circulando desde 2007. Ele apareceu na prestigiada Lista Negra de melhores roteiros que ainda não viraram filme. Todos elogiam o roteiro, muitos diretores e atores já foram linkados com o projeto e acabaram desistindo antes de vocês. Durou quase dez anos para o filme sair do papel.

CHRIS: Tudo tinha que ser perfeito. Destino?

JENNIFER: O roteiro é incrível, todos amam.

CHRIS: É como ter uma grande e bela casa, escandalosamente cara, em Hollywood. Todas as pessoas querem a casa, mas a maioria não pode pagar, mesmo que ela fique durante um bom tempo no mercado. Mas essa é a melhor propriedade em Hollywood, eu acho. A razão pela qual ninguém foi capaz de fazer o filme antes é: você tem que fazê-lo direito! Você precisa de um grande orçamento e precisa saber como usá-lo.

É interessante, tematicamente, que o filme poderia se passar em qualquer lugar. Ele não precisaria se passar numa nave espacial. Mas o filme obviamente é sobre solidão e como nós lidamos com isso. Quanto nós precisamos de outro ser humano para interagir?

JENNIFER: Sim, esse é provavelmente um elemento da história. Eu realmente amei o projeto quando soube que… oh, aquela coisa que eu não posso falar para não dar spoiler. Quase estraguei tudo.

Como foi a química entre vocês dois no set que ajudou a fazer a cena de amor tão cedo? Vocês ficaram próximos?

CHRIS: Para mim, no dia 27 de outubro de 2015, o dia que nós gravamos a cena de amor, eu sabia: a) isso é uma coisa gigante e b) sempre que você se expõe na telona você tem que pensar sobre dieta e treinamento. Eu tive que me preparar mentalmente e fisicamente. A verdade é: não é constrangedor apenas aparecer pelado. Todo tipo de cena é constrangedora. Se você está num ambiente que se sente seguro e você acha que não pode estragar tudo porque confia nas pessoas atrás das câmeras, isso deixa essas experiências muito mais fáceis.

Vocês conseguem se identificar com seus personagens e suas jornadas?

JENNIFER: Oh, eu não sou boa em nada. Eu não me identifico com minhas personagens ou tento isso. Elas são pessoas diferentes. Às vezes eu as admiro… Oh, aí está o Morten.

[O diretor Morten Tyldum passou pela sala da entrevista, olhou para dentro e desapareceu imediatamente após acenar para nós]

JENNIFER: Ali estava o Morten…

CHRIS: Para mim houve momentos em que Morten me lembrava como eu era diferente de meu personagem Jim, o que é uma coisa ótima para um ator. Às vezes artistas querem interpretar um papel como se fossem uma pessoa completamente diferente, eles soam diferentes, têm aparência diferente. Meu estilo de atuar é mais natural. Eu coloco a minha própria pessoa na imagem do personagem. Toda situação que ele passa eu praticamente passo. Mas às vezes Morten me pegava e lembrava: “Esse é Jim, não você…” Mas sim, algo como solidão também é sentida enquanto nós gravamos. Eu tenho uma família e decidi correr atrás de uma profissão onde sempre estou separado de minha esposa durante longos tempos. Esses dois personagens do filme fizeram a decisão de viajar pelo espaço e nunca mais verem as pessoas que eles amam.

JENNIFER: Essa foi uma ótima resposta, eu acho.

Vocês já gravaram as cenas de efeitos especiais? Há várias cordas penduradas pelo estúdio… Como foi a experiência?

CHRIS: Foi legal… durante cinco minutos. E então foi exaustivo. O trabalho físico mais difícil que eu já fiz. É irritante e muito difícil. Essas roupas espaciais são pesadas, mas elas têm aparências maravilhosas.

A narrativa de ficção científica é épica, mas essencialmente desenhada para apenas dois atores. Foi um desafio? Vocês ficaram intimidados ou simplesmente foi divertido?

JENNIFER: Sim, o filme é gigante e épico por um lado, e muito íntimo por outro lado. Eu nunca trabalhei em algo assim. CHRIS: Agora finalmente eu sei como a equipe sempre se sentiu durante filmagens. Como ator, nós podemos passar três horas por dia trabalhando, ficar livre nas terças e quintas e reclamar sobre como nossas agendas são apertadas. Mas agora eu me pergunto: Como eu vou ter que ficar aqui o dia inteiro? O tempo inteiro? Gravando cada cena do filme? Foda-se! Oh, isso é tão difícil [irônico].

É verdade que vocês não se conheciam antes do filme?

CHRIS: Sim, é verdade.

JENNIFER: Nos conhecemos pela primeira vez no set em Atlanta.

CHRIS: Mais ou menos. Nós fizemos uma leitura na sua casa.

JENNIFER: Mas na verdade a gente sempre está nos sites de fofoca porque supostamente a gente tem um caso.

CHRIS: Sim, muito antes de nos conhecermos.

JENNIFER: Mas eu não tenho nem o e-mail dele.

Como foi o primeiro encontro?

JENNIFER: Ele é simplesmente o cara mais gentil do mundo e nós nos demos muito bem.

CHRIS: Foi ótimo. Você nunca sabe como alguém realmente é. Antes você tem uma ideia…

JENNIFER: Ela é um monstro!

CHRIS: Não, eu realmente não esperava isso. Eu pensava que era era legal, simpática e engraçada. Eu realmente amo trabalhar com ela.

JENNIFER: Oh, obrigada.

Antes de começarmos a entrevista, vi que vocês estavam dançando. Vocês sempre fazem isso?

CHRIS: Sim, às vezes eu coloco uma música e danço um pouco.

JENNIFER: Ele sempre é positivo e tem energia. Quatro horas da manhã? Não importa. Nós trabalhamos durante 16 horas ontem e ele ficou dançando e inspirou todos nós.

CHRIS: Eu realmente não sei por que faço isso. É contagioso. Se você tem uma boa atitude, as outras pessoas não podem ter atitudes ruins.

Como está sendo trabalhar com o diretor Morten Tyldum? Como ele fez para deixar vocês se sentindo da maneira que descreveram antes?

CHRIS: Honestamente, eu guardo meu julgamento sobre diretores para após começarmos a gravar. Com Morten existem situações difíceis, mas continuamos batalhando. Nós demoramos muito gravando até conseguir o take perfeito, até o momento em que um quer parar e terminar o dia. Mas Morten continua gravando. E eu sou grato por sua perseverança assim que vejo como as cenas ficaram. Ele coloco cada parte de seu corpo e sua vida neste filme.

fonte.

 
Tema por Gabriela Gomes Copyright © 2016 Jennifer Lawrence Brasil. All Right Reserved